Revista da Faculdade Paulo Picanço https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp <p>A Revista da Faculdade Paulo Picanço (RFPP) tem por objetivo disponibilizar artigos científicos de interesse para as áreas da Odontologia, Enfermagem e Psicologia, a fim de promover acesso gratuito e universal ao conhecimento científico.</p> <p>As submissões de trabalhos são recebidas em fluxo contínuo.</p> <p>ISSN 2764-6289</p> pt-BR <p>Esta licença permite que outros remixem, ajustem e desenvolvam seu trabalho de forma não comercial, desde que creditem a autoria e licenciem suas novas criações sob os mesmos termos.</p> revista@facpp.edu.br (Revista da Faculdade Paulo Picanço) hrtabosa@gmail.com (Hamilton Rodrigues Tabosa) Fri, 20 May 2022 23:23:23 -0300 OJS 3.3.0.11 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Fatores de risco para mucosite oral em pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoiéticas https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/13 <p><strong>Objetivo:</strong> Avaliar os parâmetros hematológicos, microbiológicos, esquema terapêutico e incidência de Mucosite Oral (MO) em pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH). <strong>Material e Métodos:</strong> Trata-se de um estudo observacional em que foram coletadas amostras de 15 pacientes para realização de sorologia para Epstein Baar (EBV), Citomegalovírus (CMV) e Herpes vírus (HSV) e hemograma. Após o transplante os pacientes foram avaliados para identificação de alterações da mucosa oral, como mucosite, infecções oportunistas e avaliação da dor, nos dias D+3, D+6, D+9 e D+10. Os testes de Friedman/Dunn, exato de Fisher e X² foram usados ​​para avaliação estatística (p&lt;0,05, SPSS). <strong>Resultados:</strong> 93,3% dos pacientes haviam passado por pelo menos um episódio de MO, sendo o grau 1 o mais prevalente (48,0%, n=36) (p&lt;0,001). Treze pacientes (86,7%) não apresentaram IgM reativa para HSV e em nenhum deles foi identificada IgM para EBV ou CMV. 93,3% dos pacientes eram IgG reagentes para EBV e CMV e três pacientes apresentavam candidíase. Houve aumento significativo&nbsp; de mucosite em pacientes com hematócrito&lt;30,0% (p=0,005), plaquetas&lt;50.000/mm3 (p=0,011) e leucócitos &lt;2.000/mm3 (p=0,145). No entanto, apenas pacientes com &lt;2.000 leucócitos (p = 0,044) apresentaram MO em D+10 (100%), sendo 15,9 mais comuns nesses pacientes. <strong>Conclusão:</strong> os pacientes submetidos ao TCTH apresentam alta incidência de episódios de MO, mas sem associação com infecções fúngicas ou virais. A MO apresentou forte relação com leucopenia, sendo o grau 1 mais prevalente. Sugere-se que fatores hematológicos possam estar relacionados e predizer o aparecimento da mucosite oral, impactando em prevenções mais eficazes.</p> Angela Maria Pita Tavares de Luna, Antonio Ernando Carlos Ferreira Junior, Nátalia Costa Bezerra Freire, Diana Maria de Almeida Lopes; Mariana Araújo Maciel; Paulo Goberlânio de Barros Silva2, Fernando Barroso Duarte, Ana Paula Negreiros Nunes Alves Copyright (c) 2022 Licença: Atribuição - Não Comercial - Compartilha Igual (CC BY-NC-SA) https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0 https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/13 Wed, 18 May 2022 00:00:00 -0300 Reabilitação auricular com prótese adesiva https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/15 <p><strong>Introdução: </strong>As causas das mutilações faciais são diversas, podendo advir de tumores, traumas ou doenças congênitas. A perda de estruturas faciais interfere diretamente no cotidiano do paciente mutilado, tendo impacto psicológico e comportamental importante.<strong> Descrição do caso:</strong> No presente caso clínico, um paciente sofreu amputação parcial da orelha devido à mordida de um cão. Como forma de restauração de tecidos biológicos perdidos, a cirurgia plástica reconstrutiva poderia ser a melhor alternativa, contudo foi refutada pelo paciente pela necessidade de vários procedimentos cirúrgicos. A confecção de uma prótese adesiva em silicone foi então realizada, reabilitando-se a aparência estética de forma satisfatória. <strong>Discussão: </strong>As dificuldades inerentes à reconstrução cirúrgica auricular relativas à anatomia complexa desse membro, a necessidade de área doadora de enxerto, a imprevisibilidade de resultado estético e os custos foram motivos para preferência do paciente pela prótese bucomaxilofacial com retenção adesiva. <strong>Conclusão:</strong> Os autores concluem que a prótese auricular adesiva em silicone pode ser uma opção estética de bom prognóstico, de resultado rápido e de baixo custo para casos de perda parcial do pavilhão auricular.</p> Wagner Araújo de Negreiros, Larissa Stefany Brito Nogueira, Revila Bianca Nunes Oliveira, Victor Batalha dos Santos, Quezia Rocha Damasceno, Amanda de Menezes Porto Copyright (c) 2022 Licença: Atribuição - Não Comercial - Compartilha Igual (CC BY-NC-SA) https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0 https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/15 Wed, 18 May 2022 00:00:00 -0300 Atletas com deficiência visual no esporte paralímpico https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/17 <p><strong>Introdução:</strong> O Brasil ocupa uma posição de destaque nos Jogos Paralímpicos, nas suas participações desenvolveu boa atuação em diversas modalidades, garantindo medalhas e trazendo reconhecimento aos atletas brasileiros com deficiência. Dentre as modalidades praticadas por atletas com deficiência visual temos o Futebol de Cegos, o Goalball e o Judô. Essas modalidades apresentam boa repercussão nos jogos e na última edição foram medalhistas. <strong>Objetivos</strong>: Investigar sobre os atletas com deficiência visual no esporte paralímpico e as principais repercussões sobre as condições de saúde orofacial dessa população. <strong>Materiais e métodos</strong>: Foi realizada uma revisão de Literatura, por meio da busca de artigos científicos nas principais bases de dados e plataformas de pesquisa. <strong>Resultados</strong>: Na Revisão, apresentamos as modalidades e suas particularidades, trazendo para a realidade da Odontologia do Esporte, especialidade responsável pelos cuidados ao atleta, incluindo a prevenção aos possíveis acidentes inerentes à prática das modalidades e também às características da deficiência. <strong>Conclusão</strong>: A prática de esportes tem um efeito positivo para as pessoas com deficiência. O envolvimento com o esporte influencia não apenas a saúde física e mental de uma pessoa, mas também o autoconceito, a autoestima, a aparência física percebida por si, por fim, a satisfação com a vida.</p> Marina Favrin, Eduardo Rodrigues Liporaci, Lucas Berard, Neide Pena Coto Copyright (c) 2022 Licença: Atribuição - Não Comercial - Compartilha Igual (CC BY-NC-SA) https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0 https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/17 Wed, 18 May 2022 00:00:00 -0300 Uma indicação precisa de attachments em reabilitação oral na atualidade https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/20 <p>Os <em>attachments </em>ou encaixes ainda têm indicação em reabilitação oral na era dos implantes dentários? Certamente. Esta modalidade de retenção protética pode possibilitar a restauração funcional e estética do sistema mastigatório com grande qualidade, especialmente quando o paciente não puder se submeter à terapia com implantes osseointegráveis. O presente relato de caso tem o objetivo de apresentar uma situação clínica de reabilitação oral maxilar de uma paciente usuária de bifosfonato por via intravenosa. A impossibilidade de se submeter a procedimentos cirúrgicos levou à indicação dos <em>attachments </em>de semiprecisão, prótese fixa dentogengival e prótese parcial removível metaloplástica. Os autores concluem que esta modalidade de retenção protética ainda pode ser uma opção de tratamento viável sob os pontos-de-vista funcional e estético, principalmente quando condições sistêmicas contraindicam a reabilitação com enxertos ósseos e implantes dentários.</p> Wagner Araújo de Negreiros, Francisco Joel Pinheiro, Raiany Vieira Uchoa, Jozely Francisca Mello Lima, Daniel Sartorelli Marques de Castro Copyright (c) 2022 Licença: Atribuição - Não Comercial - Compartilha Igual (CC BY-NC-SA) https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0 https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/20 Wed, 18 May 2022 00:00:00 -0300 Laminados cêramicos https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/21 <p><strong>Objetivo:</strong> Realizar uma revisão de literatura de estudos recentes sobre laminados cerâmicos quanto aos parâmetros para o sucesso desse tipo de restauração. <strong>Materiais e métodos:</strong> Foi realizada uma busca nas principais bases de dados que incluem a Biblioteca Nacional de Medicina (MEDLINE-PubMed), ISI Web of Science e Scopus. Foram coletados artigos em inglês e português nos últimos 20 anos. <strong>Resultado:</strong> Foi analisado o sucesso dos laminados cerâmicos no tempo de médio a longo prazo. A resposta periodontal nos laminados cerâmicos variou entre aceitável a excelente e mantiveram suas características estéticas tendo satisfação elevada entre os pacientes. Os laminados cerâmicos apresentam uma alta taxa de sobrevivência, independentemente de o preparo apresentar ou não a cobertura incisal. As principais alterações observadas com relação à estética estão relacionadas à mudança da espessura da cerâmica e com as tonalidades do cimento utilizado. A espessura da restauração influencia as mudanças de cor e luminosidade para cimentos dual convencional e fotopolimerizável. <strong>Conclusão:</strong> Portanto, os laminados cerâmicos são um tratamento conservador para restabelecer a forma e a cor dos dentes anteriores. Torna-se de extrema importância o conhecimento das diferenças na composição química e qualidade das cerâmicas que podem ser utilizadas. Uma vez que o protocolo clínico seja corretamente seguido por um profissional capacitado, é completamente possível que seja alcançada uma reabilitação estética, funcional e durável com resultados previsíveis</p> Walleska Feijó Liberato, Cinthia Silva de Oliveira, Ana Luísa Homem Homem, Angélica Santiago Fernandes, Cecília Fernandes do Nascimento, Luis Felipe Jochims Schneider, Larissa Maria Assad Cavalcante Copyright (c) 2022 Licença: Atribuição - Não Comercial - Compartilha Igual (CC BY-NC-SA) https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0 https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/21 Wed, 18 May 2022 00:00:00 -0300