A depressão para Melanie Klein

um estudo teórico-clínico

Autores

  • Alexandre Patrício de Almeida PUC/SP

DOI:

https://doi.org/10.59483/rfpp.v4n1.105

Palavras-chave:

Clínica psicanalítica, Melanie Klein, Depressão, Psicanálise

Resumo

Neste artigo, realiza-se uma revisão teórica-conceitual sobre a depressão na obra de Melanie Klein (1882-1960). Para tanto, parte-se das ideias da autora no que tange à sua concepção de desenvolvimento psíquico, baseada em sua teoria das posições (esquizoparanoide e depressiva). Em seguida, articula-se essa concepção com os estados depressivos, buscando delinear um possível entendimento dessa condição patológica a partir das teses kleinianas, por meio do relato de uma vinheta clínica. Por fim, com a intenção de expandir a discussão, traça-se uma perspectiva de tratamento psicanalítico, tomando como referência central os conceitos apresentados.

Biografia do Autor

Alexandre Patrício de Almeida, PUC/SP

Psicanalista. Mestre e doutor em Psicologia Clínica pela PUC-SP. Autor de diversos livros e artigos científicos. Atualmente realiza um estágio de pós-doutorado na PUC-SP

Referências

Almeida A. P., Naffah Neto, A. (Orgs.). (2023). Perto das trevas: a depressão em seis perspectivas psicanalíticas. São Paulo: Blucher.

Ferenczi S. (2011). Introjeção e transferência. In S. Ferenczi. Obras completas, psicanálise I. São Paulo: Martins Fontes. (Trabalho original publicado em 1909)

Freud S. (2010). Luto e melancolia. In S. Freud, Obras completas (vol. 12). São Paulo: Companhia das Letras. (Trabalho original publicado em 1917)

Han B.-C. (2017). Sociedade do cansaço. Rio de Janeiro: Vozes.

Klein M. (1996). Uma contribuição à psicogênese dos estados maníaco-depressivos. In M. Klein, Amor, culpa e reparação e outros trabalhos. Rio de Janeiro: Imago. (Trabalho original publicado em 1935)

Klein M. (1996). O luto e suas relações com os estados maníaco-depressivos. In M. Klein, Amor, culpa e reparação e outros trabalhos. Rio de Janeiro: Imago. (Trabalho original publicado em 1940)

Klein M. (1996). Notas sobre alguns mecanismos esquizoides. In M. Klein, Inveja e gratidão e outros trabalhos. Rio de Janeiro: Imago. (Trabalho original publicado em 1946)

Solomon A. (2014). O demônio do meio-dia: uma anatomia da depressão. São Paulo: Companhia das Letras.

Downloads

Publicado

22-03-2024

Como Citar

1.
Almeida AP de. A depressão para Melanie Klein: um estudo teórico-clínico. RFPP [Internet]. 22º de março de 2024 [citado 18º de junho de 2024];4(1). Disponível em: https://revista.facpp.edu.br/index.php/rfpp/article/view/105

Edição

Seção

Artigos